Esta é oficialmente a melhor proteína para seus músculos

Nem todas as proteínas são criadas iguais, diz um novo estudo.

Se você despejar proteína em pó em seu smoothie da manhã ou pós-treino, provavelmente está ciente de que existem muitos tipos diferentes disponíveis, em termos de sabores e ingredientes. O tipo mais popular é a proteína de soro de leite, mas também há uma série de outras opções como caseína, ervilha, arroz e proteína de cânhamo. A proteína ajuda seu corpo a se recuperar pós-treino, constrói novos músculos e minimiza as dores. Muitos praticantes de exercícios físicos tornam os shakes de proteína um hábito - especialmente aqueles que levantam pesos. (Aliás, é possível exagerar na proteína em pó.)

Para descobrir qual das muitas opções disponíveis é a mais eficiente para aumentar a força e a massa muscular magra, os pesquisadores decidiram estudar a qualidade da proteína com base em dois componentes: a presença de aminoácidos essenciais (também conhecidos como os blocos de construção da proteína) e digestibilidade. No estudo Nutrição e Metabolismo , os pesquisadores mediram o nível de leucina em vários tipos de proteína em pó. A leucina é um aminoácido supercomum que se mostrou muito eficaz em fazer os músculos processarem proteínas. Eles também fizeram uma revisão abrangente de estudos anteriores para ver como diferentes tipos de proteína afetavam a massa muscular magra. No final das contas, a proteína em pó vencedora era clara: Whey, que tem a maior concentração de aminoácidos importantes (como a leucina) e é facilmente digerida em seu sistema. O estudo classificou soja, ervilha e proteína de arroz depois do soro de leite (nessa ordem), com a proteína de arroz sendo significativamente inferior em "qualidade". (Vegan? Analise essas três proteínas em pó veganas que amamos.)

"A quantidade de leucina em um suplemento de proteína tem o maior impacto na síntese de proteína muscular", disse o autor principal do estudo, Stuart M Phillips, Ph.D., da McMaster University, em um comunicado à imprensa. Em outras palavras, de todos os aminoácidos, é o que causa o maior impacto na capacidade de seus músculos de realmente usar a proteína que você está ingerindo. O amino também atua como uma espécie de gatilho para que seus músculos processem uma quantidade maior de proteína. Os pesquisadores explicam que é como um interruptor de luz para os músculos em atividade absorverem e usarem mais proteína, levando a "maiores ganhos de massa magra e força e, subsequentemente, melhorias na composição corporal". Essencialmente, isso significa menos gordura, mais músculos - que é basicamente o motivo pelo qual você consome proteína extra em primeiro lugar, certo?

Phillips também explica que embora este estudo seja muito relevante para aqueles que fazem qualquer tipo de treinamento de força ou resistência, também se aplica a pessoas que não fazem muito treinamento de resistência. Eles ainda podem se beneficiar da ingestão de proteínas de alta qualidade e melhorar sua massa muscular magra, embora aqueles que levantam pesos obtenham resultados muito melhores e mais rápidos. No momento, mais pesquisas são necessárias para avaliar como outros aminoácidos afetam o treinamento de resistência. Mas, por enquanto, Phillips recomenda escolher um pó de proteína com alto teor de leucina (como soro de leite) para obter o máximo de benefícios de suas sessões de suor.

Comentários (4)

*Estes comentários foram gerados por este site.

  • elaina d frança
    elaina d frança

    Atendeu as expectativas.

  • deótila scharf
    deótila scharf

    Muito bom produto.

  • cizina c. carraro
    cizina c. carraro

    Produto de qualidade.

  • domingas y caldeira
    domingas y caldeira

    Ótimo custo benefício.

Deixe o seu comentário

Ótimo! Agradecemos você por dedicar parte do seu tempo para nos deixar um comentário.